Domingo, 3 de Julho de 2011

Observamos a nossa civilização constantemente em agitação e violência, seja por motivos religiosos, políticos ou materiais.
Culpabilizam-se certos grupos pelo seu perfil de fundamentalistas, mas será que este termo apenas se aplica a ideologias extremistas da sociedade, ou estará dentro do íntimo de muitos homens civilizados?

Sabemos que não existe a perfeição no ser humano; todos possuímos pontos positivos, mas há lacunas. E muito bem, por que não desejamos de modo algum a rigidez, do que se concebe como ideal.

Todavia a evolução intelectual do homem, já o deveria ter moldado em assumir uma consciência firme e civilizacional, capacidade racional perante os vários cenários que se vão defrontando, em função das múltiplas circunstâncias da vida.
Mas não; no interior de muitos perante a diversidade de vários factores, estabelece-se a ruptura, e consequentemente, surge o perfil fundamentalista.

É a sofreguidão em dominar, criar conflito para atingir os seus objectivos. Não olhar a meios e fins para  conservar e ampliar os seus interesses.
É o radicalismo e a violência que ultimamente se observa frequentemente, desde o fundamentalismo religioso, que se opõe ao verdadeiro conceito de religião, símbolo da união de pessoas e comunidades.

 

É a violência racial em termos culturais e cor da pele.
São as intolerâncias políticas, causas de ditaduras, gerando a perseguição e o ódio a outras correntes de pensamento, ou a valores que possam ser uma ameaça aos poderes.
É o desrespeito à condição do ser humano, à negação do seu valor e dignidade da vida, quando este é oprimido, explorado e desconsiderado.
É claro que no substrato dos comportamentos fanáticos, está a imaturidade e a indulgência de muitos.
A intolerância, o radicalismo e o absolutismo vão gerar a instabilidade e desconfiança dos atingidos criando-se um sentimento de frustração, o que vai gerar então o conflito pelos mais insignificantes motivos.

Perdoar esta insensibilidade de muitos, a favor da dignidade do ser humano?
Perdoar é suportar e tolerar, é a determinação de não confundir justiça com vingança, mas não perder a memória dos malefícios causados, e responsabilizar quem os praticou.

Será que o ser Humano consegue evoluir para um sentido humanista da sua existência e criar na mente uma predominância do gene positivo de civilidade sólida?

 

Creio que um dia, com a evolução das sociedades este estatuto poderá ser atingido; a História Universal muito nos tem ensinado.
O ser Humano tem de se limitar às boas regras de civilidade, ser tolerante, saber viver em sociedade, e perder a ganância obsessiva do poder e valores materiais, quando o que se deseja no fundo é viver em paz, harmonia e saúde, procurando dar continuidade de toda a cultura milenária acumulada às gerações vindouras.

 



publicado por valores-do-douro-sul às 21:57 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Novo blog VALORES LUSIT...

O Grupo de Cantares de Ba...

Os bombos e Gigantones na...

Primavera no Vale da Ferr...

O Douro e a Orquestra lig...

O Douro e a Orquestra lig...

O comboio histórico do Do...

A orquestra de Medrões e ...

Venham visitar o nosso Do...

Um passeio de eléctrico n...

Ourém, a Via Sacra - 2ª p...

Ourém, a Via Sacra - 1ª p...

Um passeio pela Régua, Co...

O grupo de cantares de Fo...

O Inverno na Barragem de ...

A Queima do Diabo em Brag...

O Carnaval dos caretos em...

As rusgas nas Feiras Nova...

Feiras Novas em Ponte de ...

A Vila mais antiga de Por...

Cavalhadas de Vildemoinho...

Festa religiosa de S. Joã...

Grupo de cantares de Farm...

Grupo Folclórico, Associa...

Passeio em Dezembro entre...

A estações ribeirinhas do...

O Douro em Arnozelo (V. N...

Banda Filarmónica de Nago...

Natal 2012, a banda filar...

As estações de Numão e Ve...

O Outono no Douro

Grupo de cantares de Barc...

O Outono no Pinhão

O Médico de família, médi...

A romaria da Senhora da A...

A romaria da Senhora da A...

A ribeira do Douro, no Po...

Covelinhas 2012

Regresso ao Século XX na ...

Caramulo, Tondela, a Fest...

a Linha do Vouga

Naia Tondela, o rancho fo...

Parque da cidade de Tonde...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

tags

11 de setembro(1)

a crise de valores(1)

a estação de caminhos de ferro do vesúvi(1)

a luta(1)

a sé e a srª dos remédios(1)

a vida(1)

accordeonista(1)

alexandre fandino(1)

alma feminina(1)

almas do douro(1)

amigos(1)

amizade(1)

andar a pé(1)

antónio canotilho(23)

arcozelo da torre(2)

armamar(1)

arnas(1)

associação cultural rio távora(1)

associação de acordeonistas do távora e (1)

banda filarmónica de nagoselo do douro(2)

banda filarmónica de pinhel(1)

barco douro(1)

barco moliceiro(1)

barcos(6)

barcos tabuaço(3)

barragem de bagaúste(1)

barragem do vilar(1)

barragens do douro(1)

bombos barcos(1)

caça fotográfica(1)

caminhar(1)

cantigas populares(2)

caretos de bragança(1)

carnaval de bragança(2)

carnaval de lazarim(2)

carrazeda de anciães(1)

castelo(1)

castelo de ourém(1)

cavalhadas de vildemoinhos(1)

ciclovia do dão(7)

cidadania; civismo(1)

coimbra e o mondego(1)

coisas simples da vida(1)

comboio a vapor(3)

comboio a vapor do douro(4)

comboio do douro(1)

comboio histórico do douro(1)

comboio régua a lamego(1)

comboio vapor(1)

coração do porto(1)

covelinhas(1)

covelinhas e pinhão(1)

crueldade(1)

cultura no douro sul; turismo no douro s(1)

custoias(1)

desporto através da fotografia(1)

dignidade(1)

douro(3)

douro no inverno; um passeio de valença (1)

douro vinhateiro(2)

eléctrico do porto(1)

encontro de família(1)

ermida(1)

escola eb(1)

escola eb são joão da pesqueira(1)

estações ribeirinhas do douro entre most(1)

estrelas de pinhel(1)

fado popular(1)

faia(1)

farminhão(2)

feira aquilineana da lapa(2)

feiras novas(2)

ferradosa(2)

festa vinhateira de barcos(2)

festas(3)

folclore(4)

granjal(2)

grupo coral de barcos(4)

grupo de cantares de constantim(2)

grupo de cantares de fornelos(2)

grupo de cantares de vila real(2)

hino(3)

lamego(2)

linha do douro(2)

moimenta da beira(5)

nossa senhora da agonia(2)

nossa senhora do sabroso(2)

orquestra ligeira câmara tarouca(2)

penedono(2)

pinhão(3)

ponte de lima(3)

procissão do mar(2)

rede(2)

ribeira do porto(2)

riodades(3)

são joão da pesqueira(6)

sernancelhe(7)

tabuaço(4)

via sacra de ourém(2)

vila da ponte(2)

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...
Um registo que apazigua as saudades de alguns do l...