Segunda-feira, 8 de Dezembro de 2008

 

A Região Demarcada do Douro, Património da Humanidade, transmite-nos uma sedução e magia ímpar. Todo o cenário, desde as altas montanhas xistosas crescendo ao longo do tortuoso rio, a vegetação envolvente de vinhas muito bem tratadas nos socalcos a abeirarem-se sobre o Douro, criaram o habitat mais encantador para o percurso da linha-férrea mais atractiva do País.

 

Douro, com uma beleza ímpar do seu leito em simbiose com todas as montanhas envolventes e toda a transformação realizada pelo homem nos últimos séculos, desde as vinhas, às encantadoras aldeias ribeirinhas, mesmo as modernas barragens construídas nos século XX que aquietaram as turbulentas e acorrentadas águas do curso do rio.

A viagem pela berma do rio em Comboio, é a forma mais encantadora e romântica de apreciar toda a multiplicidade de cenários que surgem espontaneamente a cada quilómetro de linha percorrido.

Se optarmos pelo comboio a vapor, então o mesmo ambiente propiciado, transporta-nos ao mundo de nostalgias e encantos do século XX.

Como é interessante reviver-mos o tempo do funcionamento das nossas linhas-férreas com as máquinas a vapor. Que sedução e nostalgia ao apreciar-mos os maquinistas a abastecer a enorme máquina com água e carvão.

Como é penoso o seu trabalho de estabilização e manutenção de toda a mecânica manual da máquina. O constante enchimento da fornalha com carvão através duma pá, as temperaturas elevadas do habitáculo da máquina, o enchimento com água dos depósitos das caldeiras e a lubrificação constante das peças e pistões pelas diversas estações onde pára – verdadeira azáfama para o trem circular com estabilidade .

Quem observa e acompanha pela estrada a locomotiva a rebocar cinco carruagens também seculares e que segue em paralelo à linha do Douro, mas na sua outra margem, e entre a Régua e o Pinhão, sente o realçar da magia e vitalidade de todo este ambiente romântico a fervilhar de brilho, imponência e beleza.

Apreendemos concerta que o comboio a vapor ocupou um marco histórico no desenvolvimento da região do Douro e escoamento o vinho do Porto e comunicação entre as várias localidades afectas ao Douro.

Sem dúvida que todo este envolvimento da linha do Douro, com o seu trajecto ribeirinho, interrompido frequentemente por túneis ou então atravessando cursos de água por pontes seculares, pertencem a um formidável património que levou imensos anos a construir e que deve ser preservado para bem da Humanidade.

Linha do Douro: Porto a Barca de Alva.

Verdadeira coluna vertebral que liga o território do Douro ao centro do Porto, estatuto de grande importância pelo papel determinante desempenhado como principal via de comunicação e transporte de mercadorias até final dos anos 30. Todavia, depois da construção de rodovias a linha ferroviária sofreu um decréscimo na sua importância, e por ditadura contabilística, o troço de linha entre o Pocinho e Barca de Alva foi encerrado, deixando uma série de apeadeiros estações, algumas de grande valor, ao abandono.

Esta bonita linha ferroviária, no momento da concepção, Sec.XIX foi concebida para ligar o Porto a Salamanca e assim foi uma realidade até 1985. Com o encerramento entre Poçinho e Barca de Alva, foram amputados 26 Km.

Existe a possibilidade de reabertura do troço novamente até Barca de Alva para fins turísticos; o troço ainda está fácil de recuperar, e é sem dúvida uma importante acção para a promoção e exploração de todo o trajecto do Douro Português, e preservação do passado recente, que tanto custou a construir e na altura deu alma e vitalidade a zonas do País tão distantes da civilização…



publicado por valores-do-douro-sul às 21:17 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Rancho Folclórico de Arna...

A feira Aquiliniana da La...

Barqueiros, o Douro e o C...

Voltando às lagaradas de ...

Da estação da Alegria no ...

As Lagaradas de Celeirós ...

Linha férrea do Douro: da...

Favaios, festa vinhateira...

O Grupo de concertinas de...

O Vesúvio no Douro

Linha do Douro entre Arno...

Homens de Portugal

Os Bailes

A Roga de Provesende

A festa vinhateira de Bar...

Grupo Musical Duriense "A...

Grupo de tocadores de con...

O Grupo de Cantares de Ba...

Esta noite é de Janeiras ...

Cantadores de Janeiras de...

Cantadores de Janeiras de...

Cantadores de Janeiras de...

Cantadores de Janeiras de...

Cantadores de Janeiras de...

Jazz - tributo a Benny Go...

Marcha do concelho de Tab...

O Hino da Banda de Sendim...

Banda Filarmónica de Lal...

Tuna de Tabuaço - interpr...

Património Imaterial do D...

Um casal bem disposto - a...

Coro da Santa Casa da Mis...

O Grupo de Cantares de Ba...

Os bombos e Gigantones na...

Primavera no Vale da Ferr...

O Douro e a Orquestra lig...

O Douro e a Orquestra lig...

O comboio histórico do Do...

A orquestra de Medrões e ...

Venham visitar o nosso Do...

Um passeio de eléctrico n...

Ourém, a Via Sacra - 2ª p...

Ourém, a Via Sacra - 1ª p...

Um passeio pela Régua, Co...

O grupo de cantares de Fo...

O Inverno na Barragem de ...

A Queima do Diabo em Brag...

O Carnaval dos caretos em...

As rusgas nas Feiras Nova...

Feiras Novas em Ponte de ...

tags

"grupo de cantares de s. miguel"

11 de setembro

a crise de valores

a estação de caminhos de ferro do vesúvi

a luta

a sé e a srª dos remédios

a vida

accordeonista

alexandre fandino

alma feminina

almas do douro

alto da escrita

amigos

amizade

andar a pé

antónio cabral do douro

antónio canotilho

arcozelo da torre

armamar

arnas

associação cultural rio távora

associação de acordeonistas do távora e

banda filarmónica de lalim

banda filarmónica de nagoselo do douro

banda filarmónica de pinhel

barco douro

barco moliceiro

barcos

barcos tabuaço

barqueiros e o douro

barragem de bagaúste

barragem do vilar

barragens do douro

bombos barcos

caça fotográfica

caminhar

cantadores de janeiras

cantadores de janeiras de s. marta de pe

cantigas populares

caretos de bragança

carnaval de bragança

carnaval de lazarim

carrazeda de anciães

castelo

castelo de ourém

cavalhadas de vildemoinhos

ciclovia do dão

cidadania; civismo

coimbra e o mondego

coisas simples da vida

comboio a vapor

comboio a vapor do douro

comboio do douro

comboio histórico do douro

comboio régua a lamego

comboio vapor

concertinas de riodades

concerto de amor

contadores de histórias do douro

coração do porto

coro santa casa misericórdia matosinhos

covelinhas

covelinhas e pinhão

crueldade

cultura no douro sul; turismo no douro s

douro

douro vinhateiro

farminhão

feira aquilineana da lapa

feiras novas

ferradosa

festa vinhateira de barcos

festas

folclore

granjal

grupo coral de barcos

grupo de cantares de constantim

grupo de cantares de fornelos

grupo de cantares de vila real

hino

lamego

linha do douro

moimenta da beira

nossa senhora da agonia

nossa senhora do sabroso

orquestra ligeira câmara tarouca

penedono

pinhão

ponte de lima

procissão do mar

rede

ribeira do porto

riodades

santa marta de penaguião

são joão da pesqueira

sernancelhe

tabuaço

tuna de tabuaço

via sacra de ourém

vila da ponte

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...
Um registo que apazigua as saudades de alguns do l...