Quarta-feira, 9 de Janeiro de 2013

Os festejos de Verão em honra aos padroeiros das nossas aldeias, equivalem ao verdadeiro sentimento da cultura e fé da população beirã.

São festividades anuais a sucederem-se pelas várias aldeias onde todos, crentes ou não, mais praticantes ou menos, participam com emoção.
 

A festividade que apresento, acontece em louvor a S. João Baptista de Vildemoinhos.  Aqui também é notória a devoção do povo, o manifesto da sua religiosidade, a festejar com uma alegria espiritual transbordando e bem evidente nos seus rostos.


Os que se ausentaram imperiosamente da Nação, com pretenção em objectar às carências lá longe no Estrangeiro, levam na bagagem a imagem da Santa devota da aldeia e de Nossa Senhora de Fátima, as suas protectoras da saga da emigração.

Lá longe, nas horas difíceis, lembram-se da verdadeira dimensão da Pátria dos seus antepassados, choram e sentem o grande valor da vitalidade e alma que é Portugal.
Há poucos dias recebi o texto que apresento, duma alma de descendência lusitana, ausente de Portugal, que convulsivamente aclama as suas profundas raízes:
 

DECLARAÇÃO A MEU PORTUGAL PORTUGUÊS!
Hoje senti pulsar em minhas veias, minhas origens.....senti o pulsar
do sangue lusitano, o sangue do amor e da poesia, onde a ternura e a
simplicidade sao os gestos vivos da minha alma que se arrasta em
saudades da sua terra....
... Pureza nitida e contida no ser,...onde o ser se encontra na
profundeza do meu amor e do destino seu.
Vou ao seu encontro todas as noites, mas voce nao pode sentir-me...Oh
Portugal do canto do meu encanto.
Onde andas meu encanto?
Transformaste-me em pranto?
Tenho andado pelos cantos em prantos, em desatino desabor que sua
ausencia me causa.
Oh Portugal portugues, ... estas distante de mim outra vez!.... 
 

O carinho e a devoção são bem expressos na presença constante que os conterrâneos ausentes para a cidade ou estrangeiro, mantêem pela terra, que os faz anualmente chorar de alegria e emoção quando a revêem.

Tão agradáveis estes periodos de Verão, os tempos mais relaxantes para as nossas aldeias. O povo sente-se livre do stress quotideano, com boa disposição, tempo para os amigos e família, situando a conversa em dia. Nota-se roupa nova, divertimento e emoção.

 

São espetáculos de devoção que não podem acabar.
Embora um pouco diferentes de há algumas dezenas de anos atràs, é por que os tempos também mudaram. Porém continuam a ter o cunho da nossa religiosidade popular, unindo a fé e a incólume alegria popular.

São a mais valia ao robustecimento e identidade das várias aldeias, ao encontro em que todos se cruzam com as suas raízes, evocanodo memórias comuns.
Sente-se o convívio de forma simples e alegre, os residentes procuram apresentar cortesa.
Em análise, sentimos, nestes tempos de individualismo e estranheza mútua, a grande necessidade em apreciar e salvar estas festividades religiosas dos Santos Padroeiros, como forma de enriquecimento pessoal, social e católico.

E é bom também neste ambiente religioso de fé, sentir-mos a dimensão solene e sagrada presente, que nos constrange a contemplar a dimensão transcendente da vida.

Na verdade todos nós damos apreço a estes fenómenos religiosos, participando na missa e procissão, enfeitando as ruas e as casas para o grande momento, a forma de mostrar o apreço pelos actos religiosos.



 



publicado por valores-do-douro-sul às 07:27 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Novo blog VALORES LUSIT...

O Grupo de Cantares de Ba...

Os bombos e Gigantones na...

Primavera no Vale da Ferr...

O Douro e a Orquestra lig...

O Douro e a Orquestra lig...

O comboio histórico do Do...

A orquestra de Medrões e ...

Venham visitar o nosso Do...

Um passeio de eléctrico n...

Ourém, a Via Sacra - 2ª p...

Ourém, a Via Sacra - 1ª p...

Um passeio pela Régua, Co...

O grupo de cantares de Fo...

O Inverno na Barragem de ...

A Queima do Diabo em Brag...

O Carnaval dos caretos em...

As rusgas nas Feiras Nova...

Feiras Novas em Ponte de ...

A Vila mais antiga de Por...

Cavalhadas de Vildemoinho...

Festa religiosa de S. Joã...

Grupo de cantares de Farm...

Grupo Folclórico, Associa...

Passeio em Dezembro entre...

A estações ribeirinhas do...

O Douro em Arnozelo (V. N...

Banda Filarmónica de Nago...

Natal 2012, a banda filar...

As estações de Numão e Ve...

O Outono no Douro

Grupo de cantares de Barc...

O Outono no Pinhão

O Médico de família, médi...

A romaria da Senhora da A...

A romaria da Senhora da A...

A ribeira do Douro, no Po...

Covelinhas 2012

Regresso ao Século XX na ...

Caramulo, Tondela, a Fest...

a Linha do Vouga

Naia Tondela, o rancho fo...

Parque da cidade de Tonde...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

Grande metragem - a ciclo...

tags

11 de setembro(1)

a crise de valores(1)

a estação de caminhos de ferro do vesúvi(1)

a luta(1)

a sé e a srª dos remédios(1)

a vida(1)

accordeonista(1)

alexandre fandino(1)

alma feminina(1)

almas do douro(1)

amigos(1)

amizade(1)

andar a pé(1)

antónio canotilho(23)

arcozelo da torre(2)

armamar(1)

arnas(1)

associação cultural rio távora(1)

associação de acordeonistas do távora e (1)

banda filarmónica de nagoselo do douro(2)

banda filarmónica de pinhel(1)

barco douro(1)

barco moliceiro(1)

barcos(6)

barcos tabuaço(3)

barragem de bagaúste(1)

barragem do vilar(1)

barragens do douro(1)

bombos barcos(1)

caça fotográfica(1)

caminhar(1)

cantigas populares(2)

caretos de bragança(1)

carnaval de bragança(2)

carnaval de lazarim(2)

carrazeda de anciães(1)

castelo(1)

castelo de ourém(1)

cavalhadas de vildemoinhos(1)

ciclovia do dão(7)

cidadania; civismo(1)

coimbra e o mondego(1)

coisas simples da vida(1)

comboio a vapor(3)

comboio a vapor do douro(4)

comboio do douro(1)

comboio histórico do douro(1)

comboio régua a lamego(1)

comboio vapor(1)

coração do porto(1)

covelinhas(1)

covelinhas e pinhão(1)

crueldade(1)

cultura no douro sul; turismo no douro s(1)

custoias(1)

desporto através da fotografia(1)

dignidade(1)

douro(3)

douro no inverno; um passeio de valença (1)

douro vinhateiro(2)

eléctrico do porto(1)

encontro de família(1)

ermida(1)

escola eb(1)

escola eb são joão da pesqueira(1)

estações ribeirinhas do douro entre most(1)

estrelas de pinhel(1)

fado popular(1)

faia(1)

farminhão(2)

feira aquilineana da lapa(2)

feiras novas(2)

ferradosa(2)

festa vinhateira de barcos(2)

festas(3)

folclore(4)

granjal(2)

grupo coral de barcos(4)

grupo de cantares de constantim(2)

grupo de cantares de fornelos(2)

grupo de cantares de vila real(2)

hino(3)

lamego(2)

linha do douro(2)

moimenta da beira(5)

nossa senhora da agonia(2)

nossa senhora do sabroso(2)

orquestra ligeira câmara tarouca(2)

penedono(2)

pinhão(3)

ponte de lima(3)

procissão do mar(2)

rede(2)

ribeira do porto(2)

riodades(3)

são joão da pesqueira(6)

sernancelhe(7)

tabuaço(4)

via sacra de ourém(2)

vila da ponte(2)

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...
Um registo que apazigua as saudades de alguns do l...