Terça-feira, 24 de Outubro de 2017

Paredes-000001.jpg

Sobretudo nas aldeias vizinhas aos grandes centros, surgem pessoas na Terra oriundos da cidade, os citadinos e então denominamos-os como novos aldeões, investindo na sua habitação e lazer.
Temos empresários que diàriamente vão para a sede de Distrito onde possuem a sua base de negócio, professores que dando aulas na cidade, vêm pernoitar à aldeia, agricultores, com mercearia na cidade, aí levam diàriamente os produtos agrícolas fresquinhos. As novas rodovias e meios de comunicação, passaram a conciliar o trabalho na cidade e habitando na aldeia.




É certo que muita desta gente de cidade, têm raízes às aldeias onde passaram a viver. Ou por que aí nasceram ou têm laços familiares, ou propriedades da família que passaram também a cultivar. Outros há, de origem citadina que por opção investiram a residência em aldeias vizinhas, passando a possuir identidade. Mas, por outro lado, há evidentemente novos residentes que não tinham uma ligação anterior, mas que passaram a viver nas aldeias por opção. As razões dessa opção variam obviamente, mas, feita a opção, vão aos poucos adquirindo, pelo menos em parte, a identidade fornecida pela aldeia.
Existem novos trabalhos, sobretudo por conta própria, em que a arma de trabalho é o computador, podendo aumentar assim a população das aldeias. Trabalho essencialmente para os aldeões citadinos. Para todos os efeitos é uma base económica, não pela agricultura, mas sim na informática. 
São os novos aldeões que realizam o seu trabalho nas comunicações de rede. E estes só têm vantagens em viver na aldeia: não têm necessidade de se deslocar para um escritório no meio da cidade perdendo horas no trânsito, num stress altamente doentio.

É claro que estes novos processos de trabalho através das tecnologias de informação, só por eles não haverá repovoamento significativo das aldeias, porém, esta nova gente citadina, pela cultura e formas de trabalho, só têm vantagens em voltar às aldeias das suas raízes, dos seus antepassados, onde se conseguem identificar. 

Paredes-000002.jpg

O bem mais valioso da aldeia: terrenos, ar não poluido e águas cristalinas de fontes da montanha.
O novo luxo de hoje não é o ouro, os bonitos relógios ou os perfumes de marca.  
O grande luxo de hoje é a natureza selvagem, casas airosas, bonitos jardins, e graciosas quintas. O ar puro e a água são bens raros, mas ainda presentes na aldeia. Gozar ar puro da aldeia, hoje só está ao alcance de que lá vive. Viver perto dum rio de águas cristalinas, e regar em abundância o jardim, só na aldeia.

Paredes-000003.jpg

As aldeias possuem espaços de habitação e a natureza . Pinhais e terrenos agrícolas a contornar. Silêncio, valor comum às aldeias e oferecendo boa qualidade de vida, contrastando com a cidade. 
A aldeia corresponde a um modo de viver fundamentado em valores de referência e morais. Tem as suas caraterísticas endógenas, aínda muito preservadas, e tal como podemos observar os dois fimes que apresento neste post, em tempos de festividades ou dias simbólicos, a população festeja os seus acontecimentos através de emoções puras e exuberantes, que contagiam e poêm à prova qualquer indivíduo ou evento citadino. Assim observamos esta lufada de juventude em Paredes - Pesqueira, comemorando com os mais velhos, a sua linda festa anual, que certamente lhes deixa as baterias da mente bem carregadas o ano inteiro.
No mundo actual da Internet, o que mais conta na vida de uma aldeia é a possibilidade através dos novos meios de comunicação, possuir os mesmo acessos ao imenso mundo da informação e do trabalho tal qual a cidade.

 
 


publicado por valores-do-douro-sul às 19:42 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Ciclovia do Dão - um perc...

As nossas crianças

Grupo de Cantares de Carr...

Ponte do Abade - procissã...

Aguiar da Beira - desfile...

Aguiar da Beira - feira d...

Paredes da Beira, uma luf...

Paredes da Beira, São Joã...

Vesúvio, Douro e o comboi...

RIODADES, a comemoração p...

Banda Filarmónica de Riod...

Riodades, a Procissão de ...

Vilar, Rancho folclórico ...

Atuação da Banda de Rioda...

Em Covelinhas, Régua e na...

A locomotiva a vapor A 18...

A ponte do comboio e os t...

2008 - Feira Aquilineana ...

Medalha de Ouro da Cidade...

Grupo de Cantares de Barc...

Nª Senhora do Sabroso - A...

Pinhão, Domingo 27-08-17,...

Faia

Identidade cultural de Vi...

Granja do Tedo, aldeia de...

Macieira, aldeia de Serna...

Cultura é Património - Gr...

Os nossos Velhinhos de Se...

A Régua, o Comboio em Cov...

A Estação do Tua e o Dour...

A identidade Cultural de ...

A festa do 15 de Agosto d...

O Douro e o comboio - da ...

Foz do Távora à Quinta da...

De Soutelo do Douro para ...

Covelinhas e Pinhão - o c...

1985 - Primeira Comunhão ...

A Primeira Comunhão e Com...

A primeira Missa do Sacer...

Rancho Folclórico de Arna...

A feira Aquiliniana da La...

Barqueiros, o Douro e o C...

Voltando às lagaradas de ...

Da estação da Alegria no ...

As Lagaradas de Celeirós ...

Linha férrea do Douro: da...

Favaios, festa vinhateira...

O Grupo de concertinas de...

O Vesúvio no Douro

Linha do Douro entre Arno...

tags

"grupo de cantares de s. miguel"

11 de setembro

1985 - comunhão em vila da ponte

a crise de valores

a estação de caminhos de ferro do vesúvi

a luta

a sé e a srª dos remédios

a vida

aguiar da beira desfile etnográfico

aguiar da beira feira atividades economi

alexandre fandino

alma feminina

almas do douro

alto da escrita

amigos

amizade

andar a pé

antónio cabral do douro

antónio canotilho

arcozelo da torre

armamar

arnas

as nossas crianças

associação de acordeonistas do távora e

atuação banda riodades 2008

banda de riodades

banda filarmónica de lalim

banda filarmónica de nagoselo do douro

banda filarmónica de pinhel

barco douro

barco moliceiro

barcos

barcos tabuaço

barqueiros e o douro

barragem de bagaúste

barragem do vilar

barragens do douro

bombos barcos

caça fotográfica

caminhar

cantadores de janeiras

cantadores de janeiras de s. marta de pe

caretos de bragança

carnaval de bragança

carnaval de lazarim

carrazeda de anciães

castelo

castelo de ourém

cavalhadas de vildemoinhos

ciclovia do dão

cidadania; civismo

coimbra e o mondego

coisas simples da vida

comboio a vapor

comboio a vapor do douro

comboio a vapor pinhão

comboio da rede à quinta das carvalhas

comboio do douro

comboio do douro foz do távora

comboio do douro quinta da romaneira

comboio histórico do douro

comboio miradouro no pinhão

comboio no ferrão; vapor no ferrão; vapo

comboio presidencial

comboio régua a lamego

comboio vapor

comunhão solene vila da ponte 2008

concertinas de riodades

concerto de amor

contadores de histórias do douro

douro

douro vinhateiro

farminhão

feiras novas

ferradosa

festa do 15 de agosto

festa vinhateira de barcos

folclore

grupo coral de barcos

grupo de cantares de constantim

grupo de cantares de fornelos

grupo de cantares de vila real

lamego

linha do douro

moimenta da beira

nossa senhora da agonia

orquestra ligeira câmara tarouca

penedono

pinhão

ponte de lima

procissão do mar

rancho folclórico do vilar

rede

ribeira do porto

santa marta de penaguião

são joão da pesqueira

sernancelhe

tabuaço

tuna de tabuaço

via sacra de ourém

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Eu gosto da sua contribuição, saudações
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...