Sábado, 22.12.12

Música é cultura, bom indicador de civilidade e qualidade de vida.

Onde há filarmónicas existe sensibilidade e nível cultural da população.

Nada de melhor que a referência duma banda filarmónica numa colectividade, pois o seu estandarte, a farda e o seu hino, não só só são motivo de orgulho da comunidade, como também o registo da sua identidade.

 

Que agradável e interessante, numa pequena aldeia do Douro, uma banda ao mais alto nível de qualidade, a responder pela boa formação musical, intelectual e humana, das suas crianças, jovens e adultos. 

Pela sensibilidade apreciada, sente-se nalguns jovens do grupo, o desejo de seguir certamente a carreira profissional de música.

 

Neste nosso Portugal, sente-se que muitas bandas estarão a atravessar várias dificuldade, originadas fundamentalmente pelo envelhecimento das populações (falta da população mais jovem a encorpar as fileiras) e a crise económica que se sente.

Porém no grupo que apresento, sente-se brio, nível e acção de todos, um Maestro exemplar, e denota-se o carinho e sensibilidade das principais individualidades políticas (Presidente da Junta de Freguesia de Nagoselo do Douro, Presidente da Câmara e Vereadora da Cultura de S. João da Pesqueira) visível na assistência do espetáculo que apresento.

 

Neste século tecnológico, com tantas alternativas musicais a substituir o homem, com uma taxa baixíssima de natalidade, existem severos riscos da extinção e decadência de muitas bandas, e então perguntamos:

- Que alternativas para esta função social tão nobre? 

- Vamos dispensar a função humana, de agente social e cultural que são as bandas?

 

É da responsabilidade de toda a sociedade conjugar esforços entre gerações.

Ao saber adquirido dos mais velhos, há que juntar a diversidade de formações académicas dos jovens duma determinada colectividade. Aqueles que aprenderam música noutras escolas ou conservatórios, e voltam, devem ser incentivados a contribuir para o bom nível da banda da sua terra.

 

Os próprios conservatórios deverão sensibilizar as populações para que os jovens ingressem logo de pequeninos nas bandas filarmónicas, pois são estas os grandes fornecedores de alunos ao ensino musical universitário.

Que seria aqueles jovens de talento para a música em que os pais não possuem suporte económico para os educar, e onde as bandas dão todo o apoio?

 

A sociedade, e poderes políticos devem estar sensibilizados para a importância da cultura musical nas populações, o grande privilégio dos jovens passarem por uma banda filarmónica, que os prepara e motiva a adquirir  hábitos musicais relacionados com a música de filarmónica geridos sob uma direcção, o maestro, tocando em sintonia com os diversos instrumentos dos vários músicos, desenvolvendo assim aptidões para a musicalidade, a afinação e interpretação dos vários pormenores técnicos.

 

Uma banda, além do seu valor no entretenimento da população, funciona como excelente incentivo aos jovens na cultura musical, ocupação e trabalho de equipe.


Assim sendo, estas Instituições provam, o quanto é importante o desempenho que a nossa sociedade deve assumir no apoio e dignificação da Bandas Filarmónicas, através da promoção frequente nos acontecimentos culturais com o objectivo de as valorizar cada vez mais.
Será agir para as varias comunidades nas diferentes aldeias, dignificarem a sua terra demarcando a sua contemporaneidade.



publicado por valores-do-douro-sul às 21:44 | link do post | comentar

Neste Natal de 2012, Portugal vive momentos difíceis que exigem esperança e o compromisso de todos na construção do futuro.

 

Natal mais importante que nunca, pois perante estes tempos de grande incerteza em relação ao futuro apressa a necessidade de se renovar a esperança num Portugal estável e próspero.

A crise de que tanto se fala, implica mudança com vista à criação duma sociedade justa e fraterna.

 

Canções de Natal, pela Banda Filarmónica de Nagoselo do Douro na sua festa de Natal da aldeia
_____________________________

Neste Natal tão necessário, as reflecções dos nossos políticos deveriam ter o substracto da doutrina social da Igreja, importantíssima à humanização da vida em sociedade.

Este Natal mais do que nunca é para ser vivido com muita fé, firmação da esperança, um compromisso efectivo a pensar no futuro sadio.

Portugal, a Pátria, precisa de ser unida e solidária, onde o substracto da religião cristã é fundamental à edificação do verdadeiro humanismo



publicado por valores-do-douro-sul às 21:41 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Banda Filarmónica de Nago...

Natal 2012, a banda filar...

tags

11 de setembro(1)

a crise de valores(1)

a estação de caminhos de ferro do vesúvi(1)

a luta(1)

a sé e a srª dos remédios(1)

a vida(1)

accordeonista(1)

alexandre fandino(1)

alma feminina(1)

almas do douro(1)

amigos(1)

amizade(1)

andar a pé(1)

antónio canotilho(23)

arcozelo da torre(2)

armamar(1)

arnas(1)

associação cultural rio távora(1)

associação de acordeonistas do távora e (1)

banda filarmónica de nagoselo do douro(2)

banda filarmónica de pinhel(1)

barco douro(1)

barco moliceiro(1)

barcos(6)

barcos tabuaço(3)

barragem de bagaúste(1)

barragem do vilar(1)

barragens do douro(1)

bombos barcos(1)

caça fotográfica(1)

caminhar(1)

cantigas populares(2)

caretos de bragança(1)

carnaval de bragança(2)

carnaval de lazarim(2)

carrazeda de anciães(1)

castelo(1)

castelo de ourém(1)

cavalhadas de vildemoinhos(1)

ciclovia do dão(7)

cidadania; civismo(1)

coimbra e o mondego(1)

coisas simples da vida(1)

comboio a vapor(3)

comboio a vapor do douro(4)

comboio do douro(1)

comboio histórico do douro(1)

comboio régua a lamego(1)

comboio vapor(1)

coração do porto(1)

covelinhas(1)

covelinhas e pinhão(1)

crueldade(1)

cultura no douro sul; turismo no douro s(1)

custoias(1)

desporto através da fotografia(1)

dignidade(1)

douro(3)

douro no inverno; um passeio de valença (1)

douro vinhateiro(2)

eléctrico do porto(1)

encontro de família(1)

ermida(1)

escola eb(1)

escola eb são joão da pesqueira(1)

estações ribeirinhas do douro entre most(1)

estrelas de pinhel(1)

fado popular(1)

faia(1)

farminhão(2)

feira aquilineana da lapa(2)

feiras novas(2)

ferradosa(2)

festa vinhateira de barcos(2)

festas(3)

folclore(4)

granjal(2)

grupo coral de barcos(4)

grupo de cantares de constantim(2)

grupo de cantares de fornelos(2)

grupo de cantares de vila real(2)

hino(3)

lamego(2)

linha do douro(2)

moimenta da beira(5)

nossa senhora da agonia(2)

nossa senhora do sabroso(2)

orquestra ligeira câmara tarouca(2)

penedono(2)

pinhão(3)

ponte de lima(3)

procissão do mar(2)

rede(2)

ribeira do porto(2)

riodades(3)

são joão da pesqueira(6)

sernancelhe(7)

tabuaço(4)

via sacra de ourém(2)

vila da ponte(2)

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Janeiro 2015
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
12
13
14
15
16
17

19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...
Um registo que apazigua as saudades de alguns do l...