Quarta-feira, 03.06.09

 

Continuando com a temática dos valores da nossa Beira e Douro, mais propriamente do nosso Portugal profundo, afasto-me transitóriamente do Folclore e Feiras Medievais, e volto às Festividades Religiosas,  que correspondem ao principal elo de união e convívio de referência das nossas comunidades.

Foi na aldeia de Castelo de Moimenta da Beira que fiz a recolha em filme da sua Festa Anual em Agosto passado, cujo orago é a Nossa Senhora da Conceição.
 

Festa de Castelo-Moimenta da Beira - Agosto de 2008-1ª parte

Castelo é uma localidade que foi concelho, estando referenciado depois do século XVI, embora não se lhe conheça qualquer foral. Funcionou com administração autónoma e jurisdição própria até 1836, quando foi extinto, e integrado em Moimenta da Beira, do qual é actual freguesia. Conserva ainda o seu pelourinho, muito singelo, levantado num pequeno largo da povoação, junto a um muro de pedra muito rústico. 

Festa de Castelo-Moimenta da Beira - Agosto de 2008-2ª parte

A Igreja de Nossa Senhora da Conceição de Castelo  palco principal das festividades religiosas situa-se num monte sobranceiro ao centro da freguesia de Castelo. A pequena igreja, de fundação medieval, está inserida num parque arborizado com espécies protegidas, de onde é possível admirar o vale do rio Tedo.
 
O pároco da aldeia é o Revº Pde José Salvador Sequeira Saraiva, do arcipestrado de Moimenta da Beira e diocese de Lamego.
 

Festa de Castelo-Moimenta da Beira - Agosto de 2008-3ª parte
O dia oficial da festa de Castelo corresponde a 8 de Setembro, mas pela alta concentração de emigrantes da aldeia em Agosto, tem-se antecipado nos últimos anos para este mês. A Procissão inicia-se na Igreja da antiga Vila até à Capela de Nossa Senhora da Conceição, descendo novamente para a povoação após a Cerimónia da Missa Festiva.

Entre o pálio que abriga o Santo Lenho e a Banda Filarmónica, vem a Priora, cerimoniosamente acompanhada pelo seu Pai ou Padrinho.
Corresponde a uma jovem de Castelo, geralmente com mais de 18 anos, vestida de branco como se fosse uma noiva, levando nas mãos uma grande vela.
Á sua frente vai uma criança a caracterizar o Anjo da Guarda.
Forma notável duma articulação entre a realidade e o espiritual: a vida expressa na jovem vestida de branco acompanhada pelos valores da religião cristã que o anjo representa e a vela ilumina, mas ao mesmo tempo segura pela presença do pai-de-família.

O dia da Festa é sempre um grande dia para a Priora de Castelo. É ela que paga as despesas da missa e do sermão, manda armar o andor da Priora e paga uma dúzia de fogo.
Também a Banda de Música a vai buscar a casa antes da Procissão e de novo vai com ela até casa no fim das cerimónias religiosas.

Festa de Castelo-Moimenta da Beira - Agosto de 2008-4ª parte

Vale a pena assistir a este festejo. Observa-se notoriamente o povo com a sua devoção a manifestar a sua religiosidade, festejando com uma alegria espiritual ímpar que transborda, também em manifestação de carácter popular.

 
O sotaque francês e Venezualano eram bem notórios no evento: filhos da terra de férias, vivendo muito longe possuiam uma necessidade determinante em responder às diversas carências familiares e afectivas aquando da permanência no estranjeiro.
 
O carinho e devoção popular estavam bem expressos nas promessas e na presença constante que todos os Castelenses, mantinham pela terra que os faz, anualmente, chorar de alegria ao se unirem.
 
Momento em que todos se encontram com as suas raízes, evocando as memórias comuns, convivendo de forma simples e alegre, abrindo as portas e procurando apresentar aos de fora o seu melhor asseio. 
 
Sentia-se, por outro lado, a dimensão solene e sagrada que leva a contemplar a dimensão transcendente da vida.
 
O "ambiente das Pessoas" em Castelo é bem salutar, sente-se uma união afectiva da população.
Acredito que um dos veículos contemporâneos catalizador deste clima de bem estar é o perfil exemplar, da pessoa de concensos bem formada e que admiro, o digíssimo
Pároco José Salvador Sequeira Saraiva.
 

Festa de Castelo-Moimenta da Beira - Agosto de 2008-5ª parte

População de Castelo: prossigam em frente, esta festividade tem de se manter viva. Todo este cunho de raiz popular que não dissocia a fé da sã alegria popular deverão assim ser mantidos.
Esta festa anual desempenha uma função importantíssima no robustecimento da identidade e da vida comunitária de Castelo.  


publicado por valores-do-douro-sul às 21:57 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Castelo de Moimenta da Be...

tags

"grupo de cantares de s. miguel"

11 de setembro

1985 - comunhão em vila da ponte

a crise de valores

a estação de caminhos de ferro do vesúvi

a luta

a sé e a srª dos remédios

a vida

aguiar da beira desfile etnográfico

aguiar da beira feira atividades economi

alexandre fandino

alma feminina

almas do douro

alto da escrita

amigos

amizade

andar a pé

antónio cabral do douro

antónio canotilho

arcozelo da torre

armamar

arnas

as nossas crianças

associação de acordeonistas do távora e

atuação banda riodades 2008

banda de riodades

banda filarmónica de lalim

banda filarmónica de nagoselo do douro

banda filarmónica de pinhel

barco douro

barco moliceiro

barcos

barcos tabuaço

barqueiros e o douro

barragem de bagaúste

barragem do vilar

barragens do douro

bombos barcos

caça fotográfica

caminhar

cantadores de janeiras

cantadores de janeiras de s. marta de pe

caretos de bragança

carnaval de bragança

carnaval de lazarim

carrazeda de anciães

castelo

castelo de ourém

cavalhadas de vildemoinhos

ciclovia do dão

cidadania; civismo

coimbra e o mondego

coisas simples da vida

comboio a vapor

comboio a vapor do douro

comboio a vapor pinhão

comboio da rede à quinta das carvalhas

comboio do douro

comboio do douro foz do távora

comboio do douro quinta da romaneira

comboio histórico do douro

comboio miradouro no pinhão

comboio no ferrão; vapor no ferrão; vapo

comboio presidencial

comboio régua a lamego

comboio vapor

comunhão solene vila da ponte 2008

concertinas de riodades

concerto de amor

contadores de histórias do douro

douro

douro vinhateiro

farminhão

feiras novas

ferradosa

festa do 15 de agosto

festa vinhateira de barcos

folclore

grupo coral de barcos

grupo de cantares de constantim

grupo de cantares de fornelos

grupo de cantares de vila real

lamego

linha do douro

moimenta da beira

nossa senhora da agonia

orquestra ligeira câmara tarouca

penedono

pinhão

ponte de lima

procissão do mar

rancho folclórico do vilar

rede

ribeira do porto

santa marta de penaguião

são joão da pesqueira

sernancelhe

tabuaço

tuna de tabuaço

via sacra de ourém

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Eu gosto da sua contribuição, saudações
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...