Terça-feira, 17.09.13

 

Apresento nos próximos posts "Um dia em Barcos na festa vinhateira de 2013"
Inicio o trabalho com a exibição do início da festividade popular com:
"Os bombos e os Gigantones"
 

O grupo dos Homens dos Bombos de Barcos fizeram o acompanhamento musical a anunciar e marcar o ritmo dos Gigantones.

Um chamamento à população da aldeia em segui-los até ao espaço da festa e a marcar o seu começo.

 

Alguns com bombos de grandes dimensões imprimindo grande violência da percussão ao toque. Outros, com caixas de menores dimensões, tocando com timbre mais metálico.
Na sua passagem, pela zona histórica da aldeia até ao recinto das festas, vão espalhando o ritmo e a vibração, provocando a inquietação da assistência.

 

Estes Gigantones, dois bonecos de grandes dimensões (homem e mulher), amedrontando os mais sensíveis e crianças, acompanham os homens do bombo, dançando ao seu ritmo. Casal bem arranjadinho, e vestido de forma cerimoniosa aldeã.

Sente-se neste envolvimento do casal de Gigantones, como que a personificação “da alegria dum casal” quando vai com espírito eufórico e descontraído à festa.

 



publicado por valores-do-douro-sul às 16:30 | link do post | comentar

Sexta-feira, 22.10.10

Filmes em FullHD

 

Lugar propício a eventos tradicionais ou espetáculos regionais, a Lapa ou a zona histórica da vila de Sernancelhe, serão talvês os locais que elejo neste meu concelho de Sernancelhe, pela simbiose perfeita entre arquitectura granítica envolvente, representativa do passado histórico e religioso do concelho, e toda a magia envolvente que transmite ao visitante um retrocesso aos tempos medievais e à época em que os jesuitas povoavam e ensinavam estas populações.

 

 

Penedono, com o seu castelo medieval e uma preservação muito agradável de todo o espaço envolvente, é nesta vila, mesmo ao nosso lado, um espaço também muito convidativo à recepção de visitantes e realização de eventos com caris medieval.

 

 

Desço então ao concelho de Tabuaço: aqui elejo a aldeia de Barcos, antiga sede de concelho como o local mais imponente da circunscrição de Tabuaço, propício a sala de visitas, e percorrendo a zona mais antiga, sente-se um ambiente medieval, por toda a conjuntura dos edifícios históricos que se visualizam.

Mas, aqui, além da magia medieval que se pressente pela interferência do casario antigo, que remonta à época em que os Árabes povoaram este território, também se sente na sua população algo de diferente nas suas personalidades: simpáticas, acolhedoras e muito orgulhosas de todo o seu património.

Talvês pela sua cultura do passado, estão muito bem organizados em associativismos culturais e uma maioria faze parte dalguma organização, seja do grupo coral da Igreja, do grupo de cantares de Barcos, do grupo de Bombos, enfim...

 

 

A população é muito devota, vive  os principais eventos do calendário cristão, chegando mesmo a representar ao longo do ano, cenas vida de Cristo, como a Via Sacra, apresentações de elevado nível artístico.

E é característica que admiro também neste povo: a capacidade de se organizar e realizar eventos teatrais, direi, de qualidade profissional, feito por Barquenses e para a população de Barcos.

Na retaguarda observamos homens inteligentes e muito impulsivos, gente com talento organizacional e arte, e mais, uma alegria nata destas pessoas, que estará provavelmente gravada no código genético da alma do Barquense.

 

 

Barcos, recebeu dia 16 e 17 de Outubro o seu festival das Vindimas, que não sendo de estranhar, foi um êxito.

Uma festa que como é óbvio, teve grande participação da população de Barcos e grupos de cantares da região.

Interessante a magnífica apresentação teatral "a Lenda da Princesa Ardínea" representada pelo grupo de "Teatro Amador de Tabuaço" e uma meia centena de figurinos, todos habitantes da aldeia, tendo como cenário toda a zona histórica de Barcos.

 

A filosofia da sociedade de Barcos, as sua pessoas e valores institucionais, são exemplo para muitos de nós, é o símbolo duma aldeia do interior do País plena de vida, vitalidade e iniciativas.

É uma comunidade que valoriza a arte e a iniciativa cultural do seu povo e amiga dos seus amigos.

Neste caminho vai longe: de certo, quando o turismo cultural subir Douro acima, esta comunidade já possui as principais infraestruturas às mais diversas iniciativas culturais e recreativas para receber bem o turista ou visitante.

 



publicado por valores-do-douro-sul às 21:24 | link do post | comentar | ver comentários (2)

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Os bombos e Gigantones na...

Barcos, Tabuaço - a festa...

tags

"grupo de cantares de s. miguel"

11 de setembro

1985 - comunhão em vila da ponte

a crise de valores

a estação de caminhos de ferro do vesúvi

a luta

a sé e a srª dos remédios

a vida

aguiar da beira desfile etnográfico

aguiar da beira feira atividades economi

alexandre fandino

alma feminina

almas do douro

alto da escrita

amigos

amizade

andar a pé

antónio cabral do douro

antónio canotilho

arcozelo da torre

armamar

arnas

as nossas crianças

associação de acordeonistas do távora e

atuação banda riodades 2008

banda de riodades

banda filarmónica de lalim

banda filarmónica de nagoselo do douro

banda filarmónica de pinhel

barco douro

barco moliceiro

barcos

barcos tabuaço

barqueiros e o douro

barragem de bagaúste

barragem do vilar

barragens do douro

bombos barcos

caça fotográfica

caminhar

cantadores de janeiras

cantadores de janeiras de s. marta de pe

caretos de bragança

carnaval de bragança

carnaval de lazarim

carrazeda de anciães

castelo

castelo de ourém

cavalhadas de vildemoinhos

ciclovia do dão

cidadania; civismo

coimbra e o mondego

coisas simples da vida

comboio a vapor

comboio a vapor do douro

comboio a vapor pinhão

comboio da rede à quinta das carvalhas

comboio do douro

comboio do douro foz do távora

comboio do douro quinta da romaneira

comboio histórico do douro

comboio miradouro no pinhão

comboio no ferrão; vapor no ferrão; vapo

comboio presidencial

comboio régua a lamego

comboio vapor

comunhão solene vila da ponte 2008

concertinas de riodades

concerto de amor

contadores de histórias do douro

douro

douro vinhateiro

farminhão

feiras novas

ferradosa

festa do 15 de agosto

festa vinhateira de barcos

folclore

grupo coral de barcos

grupo de cantares de constantim

grupo de cantares de fornelos

grupo de cantares de vila real

lamego

linha do douro

moimenta da beira

nossa senhora da agonia

orquestra ligeira câmara tarouca

penedono

pinhão

ponte de lima

procissão do mar

rancho folclórico do vilar

rede

ribeira do porto

santa marta de penaguião

são joão da pesqueira

sernancelhe

tabuaço

tuna de tabuaço

via sacra de ourém

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Novembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28
29
30


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Eu gosto da sua contribuição, saudações
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...