Quinta-feira, 12.04.12

Foi na aldeia de Fermentelos, concelho de Águeda, o palco onde em 31-03, apreciamos as exibições de diversos grupos corais da Bairrada

correspondendo ao seu XVII encontro.

                                                           -------------

No interior da localidade, observamos várias placas a orientar o turista para a "Pateira". 

A "Pateira", tranquila lagoa, com umas cinco centenas de hectares é rica em fauna piscícola, sobretudo a enguia e achegã. 
Está rodeada por campos de cultura do arroz, e além do peixe é também abundante na caça.

O nome de "Pateira" ao Rei D. Manuel se deve, pois foi sua reserva em caça de patos, quando visitava a região.

A lagoa da Pateira é alimentada pelas águas do rio Cértima, afluente do Vouga.

Quem a visita, sente uma verdadeira área de beleza em simbiose com a serenidade de todo o ambiente natural.

Mas vamos então à Associação Cultural e Recreativa Banda Nova de Fermentelos, onde encontramos o Grupo Coral Espranjar, organizador do XVII  

encontro de Coros da Bairrada, no passado dia 31-03-2012.

 

Apresento em vários filmes, as várias apresentações que gravei do evento.

 

Os coros exibidos:

- Coral Jovem da Arcel;

- Coral da Delegação de Águeda da Cruz Vermelha Portuguesa;

- Grupo Coral Caetanense;

- Grupo Coral de Oiã;

- Grupo Coral Magister;

- Orfeão da Associação Cultural de Recardães;

- Orfeão Sol do Troviscal;

- Orfeão de Águeda;

- Orfeão de Barrô;

- Orfeão de Bustos;

- Grupo Coral da Casa do Povo do Troviscal;

- Grupo Coral Espranjar (Anfitrião).

Ao presenciar-mos a tarde de actuação dos grupos corais da Bairrada, presentes no seu XVII encontro em Fermentelos, formatamos a noção  que os Grupos Corais, são sem dúvida, uma apresentação de cânticos musicais, onde  a arte e o envolvimento artístico de cada grupo se sente, e brilha a toda a plateia.

Grupos em perfeita harmonia e consonância, verdadeiras famílias, onde todos partilham em igualdade o êxito de cada espectáculo. 

Certamente que todos estão presentes na escolha dos reportórios, e nos muitos ensaios praticados, para então conseguirem alcançar o nível de excelência bem visível.

Todos ligados, sem distancias, venerações ou idades.
Há porém, sempre
um Maestro bem determinado,
pautas,
letras de músicas e
CORO.

Grupos de várias idades, que, desinteressadamente pelo grande ânimo do brio e amadorismo, serve todo este encontro musical de vozes nas diferentes tonalidades à mais elevada dimensão.

Sem ligação a estilos ou conceitos musicais; apenas serve a paixão do canto coral, seja na vertente sacra, profana e ligeira.

 



publicado por valores-do-douro-sul às 18:31 | link do post | comentar

António José Leitão Canotilho

Cria o teu cartão de visita
artigos recentes

Grupos Corais da Bairrada

tags

"grupo de cantares de s. miguel"

11 de setembro

a crise de valores

a estação de caminhos de ferro do vesúvi

a luta

a sé e a srª dos remédios

a vida

accordeonista

alexandre fandino

alma feminina

almas do douro

alto da escrita

amigos

amizade

andar a pé

antónio cabral do douro

antónio canotilho

arcozelo da torre

armamar

arnas

associação cultural rio távora

associação de acordeonistas do távora e

banda filarmónica de lalim

banda filarmónica de nagoselo do douro

banda filarmónica de pinhel

barco douro

barco moliceiro

barcos

barcos tabuaço

barqueiros e o douro

barragem de bagaúste

barragem do vilar

barragens do douro

bombos barcos

caça fotográfica

caminhar

cantadores de janeiras

cantadores de janeiras de s. marta de pe

cantigas populares

caretos de bragança

carnaval de bragança

carnaval de lazarim

carrazeda de anciães

castelo

castelo de ourém

cavalhadas de vildemoinhos

ciclovia do dão

cidadania; civismo

coimbra e o mondego

coisas simples da vida

comboio a vapor

comboio a vapor do douro

comboio do douro

comboio histórico do douro

comboio régua a lamego

comboio vapor

concertinas de riodades

concerto de amor

contadores de histórias do douro

coração do porto

coro santa casa misericórdia matosinhos

covelinhas

covelinhas e pinhão

crueldade

cultura no douro sul; turismo no douro s

douro

douro vinhateiro

farminhão

feira aquilineana da lapa

feiras novas

ferradosa

festa vinhateira de barcos

festas

folclore

granjal

grupo coral de barcos

grupo de cantares de constantim

grupo de cantares de fornelos

grupo de cantares de vila real

hino

lamego

linha do douro

moimenta da beira

nossa senhora da agonia

nossa senhora do sabroso

orquestra ligeira câmara tarouca

penedono

pinhão

ponte de lima

procissão do mar

rede

ribeira do porto

riodades

santa marta de penaguião

são joão da pesqueira

sernancelhe

tabuaço

tuna de tabuaço

via sacra de ourém

vila da ponte

todas as tags

arquivos
participar

participe neste blog

Julho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
14
15

16
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


mais sobre mim
links
blogs SAPO
comentários recentes
Ola eu sou a isabelle gonçalo e sou da bals...
Muitos Parabéns Dr. António Canotilho!!!De facto o...
Parabéns, Dr. Canotilho e mais uma vez obrigado pe...
Em nome do Grupo de Cantares de Fornelos, quero de...
Obrigado, muitos cumprimentos
Obrigado Dr Canotilho, será colocado no próximo do...
Boa tarde Sr Gabriel Obrigado pelas suas palavras,...
OláUm texto fantástico generoso pela partilha de c...
Parabéns pela página!Está estrondosamente linda e ...
Sondes tonos
E muito bonito
Olá Uma excelente e oportuna reflexão... um texto ...
O granjal e terra mais bonita nas tradisoes
Son una buena banda a mi parecer los escuche una v...
Sem palavras!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!Maravilhoso todo...
Obrigado.Vou avaliar e apreciar o seu blogCumprime...
Muito interessante este seu blog.:)
olá Sr. Doutor... como sempre está de parabéns!!!!...
O TEATRAÇO - Teatro Amador de Tabuaço - agradece a...
Um registo que apazigua as saudades de alguns do l...